Home > RUMO AO PÓDIO DO FAVELÃO

RUMO AO PÓDIO DO FAVELÃO

Definidos os finalistas da Taça das Favelas Nacional: Rio de Janeiro x São Paulo reeditam finalíssima feminina de 2022, já pelo masculino, Paraná x Espírito Santo será inédito

Definidos os finalistas da Taça das Favelas Nacional: Rio de Janeiro x São Paulo reeditam finalíssima feminina de 2022, já pelo masculino, Paraná x Espírito Santo será inédito

Por Larissa Santos

Neste domingo (17), a Taça das Favelas Nacional conheceu as seleções que estão a um passo de erguer, do ponto mais alto do pódio, o troféu de campeão do maior campeonato entre favelas do mundo, ao vivo na TV Globo. O campo da Vila Manchester, zona leste de São Paulo, ficou pequeno para tantos talentos vindos de diferentes estados do Brasil, que atestaram o porquê estavam disputando uma semifinal.

Pelo masculino, Paraná fez uma campanha irretocável de cinco jogos e cinco vitórias, deixando pelo caminho as seleções da Bahia, nas quartas de final, e Rio de Janeiro na semi. Como esperado, a partida contra a equipe carioca foi daquelas de não piscar o olho. O autor do gol que carimbou o passaporte dos paranaenses na grande final foi do, não à toa, menino Baloteli, o terceiro dele na competição. “Fui predestinado. Está escrito que também vou marcar o meu na final”, disse ele.


Seleção Paraná. Foto: IDM Produções

Espirito Santo chega como a seleção que eliminou a atual campeã, São Paulo. A trajetória conta com todos os tipos de situações: vitória, derrota, empate e decisão por penalidades. Aliás, esta última, foi um grande susto. Na semifinal, os capixabas venciam Mato Grosso por 1×0, mas, faltando dois minutos para o fim do tempo regular, fizeram um pênalti, que foi convertido, levando a vaga às penalidades máximas, onde passaram por 5×3. “Foi muito difícil chegar aqui. Viagem longa, hospedagem, entrosamento. Mas tudo vale a pena quando sabemos que o esporte transforma a vida desses jovens e, independente de resultado, só de participar do campeonato já somos todos campeões”, falou Marcos, da comissão técnica capixaba.


Seleção Espírito Santo. Foto: IDM Produções

Dia 13 de janeiro, no Estádio do Canindé- Portuguesa, Seleção Paraná x Seleção Espírito Santo disputarão o troféu de campeão masculino nomeado de Jair da Matta, homenagem a uma personalidade importante na história da CUFA, instituição organizadora da competição, e Infavela, produtora.

No feminino, São Paulo e Rio de Janeiro chegaram mais uma vez e farão a reedição da finalíssima de 2022. Revanche? Bom, pelo lado paulista, sim, já que ficaram com o segundo lugar. As donas da casa tiveram teste de cardíaco na fase mata-mata de 2023, avançando nas quartas e semi nos pênaltis, deixando Espírito Santo e Minas Gerais pelo caminho. As cariocas resolveram no tempo regular, 1×0 sobre o Panará nas quartas, o mesmo placar da semifinal contra a seleção do Rio Grande do Sul. Ainda, SP X RJ se encontraram na fase de grupos, mas não saíram do zero a zero.


Seleção Rio de Janeiro. Foto: Edi Elithe

“O elenco passado é diferente deste ano e tínhamos isso como um desafio. Nós treinamos pra dar o melhor no campo. Viemos aqui, demos um primeiro passo e o segundo a gente vai dar lá no dia 13, e se Deus quiser, vai abençoar esse caneco de novo pro Rio”, exclamou Bia, capitã da seleção do Rio de Janeiro.

“Todas as atletas são boas e o que falta pro nosso time é um pouco de paciência. As expectativas são boas e creio que São Paulo chega forte na final e, se deus quiser, vai levar esse título”, disse Raíssa, meio-campo da Seleção São Paulo, em entrevista.


Seleção São Paulo. Foto: IDM Produções

O que não se pode negar é que será mais uma final grandiosa, como manda tudo relacionado a cariocas x paulistas. Rio por defender o título, e São Paulo, por jogar em casa e ficar com a derrota engasgada. Em janeiro, elas disputarão o troféu Marina Soares Athayde, outra personalidade fundamental para a Taça das Favelas.

As grandes finais, masculina e feminina, do Favelão, Taça das Favelas Nacional, está marcada para 13 de janeiro de 2024, no Estádio do Canindé- Portuguesa, com transmissão ao vivo pela rede globo em todo país.

A Taça das Favelas Nacional 2023 tem Lei do Incentivo ao Esporte e é produzida pela InFavela, realizada pela CUFA- Central Única das Favelas- e Governo Federal; patrocínio master de Vale do Rio Doce, CCR e Friboi; patrocínio ouro de Vai Voando; patrocínio prata de VR; patrocínio e bronze de Comunidade Door; apoio Institucional da Cidade de São Paulo pela Secretaria de Esportes e Lazer; promoção de TV Globo e Eletromídia, e apoio de Grupo R1, Sheraton, DFM Advocacia e FBS Comunicações.

Grandes Finais:

Feminino:

Seleção São Paulo x Seleção Rio de Janeiro

Masculino:

Seleção Paraná x Seleção Espírito Santo


Gostou da Ação?

Então faça sua parte e contribua

Clique aqui para doar!

Destaques

Nossos Principais Projetos

Mais de 1000 projetos desenvolvidos em todos os estados do país

Ver todos os projetos